Com aumento da pobreza, Wellington cobra esclarecimentos de Flávio Dino sobre Fumacop que acumula R$ 683 milhões

Nesta quinta-feira (18), o deputado estadual Wellington do Curso apresentou requerimento ao governador Flávio Dino solicitando informações quanto à incoerência de ter recursos acumulados no Fundo de Combate à Pobreza – FUMACOP e, ainda assim, o Maranhão registrar aumento significativo na extrema pobreza. Trata-se de informação apresentada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, em que se atesta que a taxa de maranhenses na extrema pobreza subiu de 15,2% para 20,4% – aumento de quase 30%, no período de 2015 a 2019.

Ao justificar o requerimento, o deputado Wellington mencionou ser incoerente ter recursos acumulados no Fumacop enquanto a extrema pobreza cresce no Maranhão.

“Oficiei hoje o governador Flávio Dino para que explique e esclareça a aplicação dos recursos do Fundo Maranhense de Combate à Pobreza nos últimos quatro anos e, ainda, apresente dados que comprovem a regressão da pobreza no respectivo período. É um tanto quanto incoerente ver que o Fumacop acumula cerca de R$ 683 milhões enquanto os dados do IBGE confirmam que a taxa de maranhenses na extrema pobreza subiu de 15,2% para 20,4% – aumento de quase 30%, no período de 2015 a 2019. Nos anos anteriores, o Governo do Estado aplicou os recursos do Fumacop. A pobreza, infelizmente, ainda é companheira de grande parte dos maranhenses, mas os recursos, nos anos anteriores, foram gastos. Quem foi beneficiado? Fica o questionamento!”, disse Wellington do Curso.

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here