“Em defesa dos militares, denunciamos isso desde 2018”, diz deputado Wellington sobre decisão do STF que suspende normas que criam cargos comissionados de capelães no Maranhão

O deputado estadual Wellington do Curso utilizou as redes sociais nesta terça-feira (23) para destacar decisão do Supremo Tribunal Federal – STF. Trata-se da decisão do ministro Nunes Marques, que suspende normas que criam cargos comissionados de capelão na área de segurança pública no Maranhão. De acordo com o ministro-chefe o Estado não deve interferir na liberdade religiosa.

Ao destacar a decisão, o deputado Wellington disse ser uma vitória, já que desde 2018 tem feito denúncias sobre isso em defesa dos militares no Maranhão.

“O STF decidiu suspender normas do Maranhão que criam cargos comissionados de capelão na área da segurança pública. Em defesa dos militares, denunciamos isso desde 2018. Sabemos que o cargo de capelão é de livre nomeação e exoneração do Chefe do Executivo. No entanto, o que os militares nos falaram é da ação imoral de Flávio Dino de fazer de um cargo sério um instrumento para captar votos. Só é capelão quem apoia o Governador e quem tem poder de conquistar votos religiosos, do público evangélico, para ele. É isso mesmo: Flávio Dino desrespeita militares e usa cargo de capelão para conquistar votos. Isso não sou eu quem está dizendo, mas sim os nossos militares que estão enojados com essa postura desrespeitosa do Governador. Por isso, é motivo de alegria receber essa decisão do STF que combate mais um ato de imoralidade praticado por Flávio Dino”, afirmou o deputado Wellington.

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here