“Farra dos capelães” denunciada pelo deputado Wellington em 2018 é alvo de ação contra Flávio Dino no STF

O deputado estadual Wellington do Curso utilizou as redes sociais para destacar ação que tramita no Supremo Tribunal Federal – STF em desfavor do governador Flávio Dino. Trata-se do número exorbitante de capelães criado pelo governador, sem a fixação expressa de critérios objetivos.

De acordo com pronunciamento do deputado Wellington feito há exatamente 3 anos, em fevereiro de 2018, além do número exorbitante, Flávio Dino ainda usa parte dos cargos para beneficiar aliados políticos e partidários.

“Sabemos que o cargo de capelão é de livre nomeação e exoneração do Chefe do Executivo. No entanto, o que os militares nos falaram é da ação imoral de Flávio Dino de fazer de um cargo sério um instrumento para captar votos. Só é capelão quem apoia o Governador e quem tem poder de conquistar votos religiosos, do público evangélico, para ele. É isso mesmo: Flávio Dino desrespeita militares e usa cargo de capelão para conquistar votos. Isso não sou eu quem está dizendo, mas sim os nossos militares que estão enojados com essa postura desrespeitosa do Governador. Destaco hoje essa importante ação que tramita no STF. Espero que o governador seja punido por seus atos imorais e aprenda, de uma vez, a respeitar os militares do Maranhão”, disse Wellington.

Ainda na época, o deputado Wellington representou o Ministério Público estadual, o que implicou em denúncia no âmbito estadual que segue em tramitação e do qual o parlamentar foi ouvido como testemunha no dia 15 de dezembro de 2020.

Comentários

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here