Cidade Olímpica recebe projeto Sonho de Menina Realidade de Mulher

A Cidade Olímpica é considerado o mais violento bairro da região metropolitana de São Luís. De acordo com o censo de 2010 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), cerca de 13% da população desse bairro vivem em situação de pobreza extrema e quase 58% têm renda per capita de, no máximo, meio salário-mínimo.

Realidade que Elivani Estrela, do projeto Justiça e Paz se Abraçarão, que atua no bairro, conhece bem.

Sonora: “A Cidade Olímpica é hoje um bairro que tem 90 mil habitantes e onde as políticas públicas não conseguem chegar. Então, é ausência de vaga escolar, de serviços públicos de saúde, de assistência. Um bairro com 90 mil pessoas e não tem um centro de referência, um Cras?”

Essas características levaram o Cidade Olímpica a ser sede da segunda edição do projeto Sonho de Menina Realidade de Mulher, do Instituto Brasileiro de Políticas Públicas (Ibrap), como explica a analista do projeto Socorro Costa.

Sonora: “O que nos traz aqui é o quantitativo populacional, a ausência de políticas públicas na região.”

O gestor de projetos do Ibrap, Jorivaldo Monteiro, explica os três eixos trabalhados.

Sonora: “O projeto trabalha três eixos que são o empoderamento da mulher e da menina; a saúde da criança e do adolescente; e o combate ao abuso e à violência sexual.”

Mas a permanência do projeto para os adolescentes, como Bianca Melo, significa muito mais.
Sonora: “Se cada um se juntar para fazer projetos como esses, a gente vai rapidamente ter outras pessoas empoderadas, que conhecem seus direitos.”

Comentários