Gutemberg pede respeito aos idosos

“No ano passado, aumentou em 13% a violência contra idosos. E muitas destas notificações foram cometidas na própria residência da pessoa idosa e pelos próprios filhos”. Foi com esse alerta que o vereador Gutemberg Araújo (PRTB) iniciou o discurso para registrar o Dia Internacional do Idoso, celebrado neste 1º de outubro.

Para o vereador, outubro começa com várias reflexões. “Além de ser o mês de combate ao câncer de mama, e depois vou me dirigir às mulheres para uma mensagem especial, faço uma reflexão ao Dia Internacional do Idoso. Precisamos respeitar o Estatuto do Idoso e melhorar as condições de vida dos maiores dos 60 anos”, analisa.

O Brasil é o quinto país com maior número de idosos no mundo. São mais de 29 milhões de pessoas idosas. Isso significa 14% da nossa população. No Brasil, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida ao nascer, em 2019, é de 80 anos para mulheres e de 73 anos para homens. E na estatística da violência contra idosos, mais de 62% dos casos acontecem com as mulheres.

“Devemos mudar a cultura de que as pessoas velhas são obsoletas. Os idosos merecem nosso respeito e admiração, pois ajudaram a construir esse país. Precisamos é do conhecimento deles e aproveitar a sua vivência e experiência. Denuncie qualquer tipo de agressão. Respeitar a pessoa idosa é tratar o próprio futuro com respeito”, finaliza Dr. Gutemberg.

A preocupação com o idoso é constante ao longo do mandato do parlamentar. Ele é o autor da Lei nº 4.633/2006, que estabelece critérios para a entrega domiciliar de medicamentos às pessoas com dificuldades de locomoção, tuberculose, diabetes entre outras. Além disso, o vereador aguarda a aprovação do seu Projeto de Lei, que institui o programa de vacinação domiciliar de idosos e pessoas com dificuldade de mobilidade.

Comentários