Honorato cobra do poder solução para situação do Aldenora Bello

Em pronunciamento na manhã desta segunda-feira, 7, o vereador Honorato Fernandes (PT) falou sobre a situação do Hospital Aldenora Bello, que se encontra com alguns serviços paralisados e com cirurgia suspensas. A situação do Hospital veio a público na semana passada quando o Hospital emitiu uma nota falando sobre a suspensão do Serviço de Pronto Atendimento (SPA) e orientando os pacientes oncológicos a se deslocarem para UPA, Socorrões ou Pronto Atendimento oncológico do Hospital Geral.

O vereador cobrou do poder público uma atuação eficaz no auxílio a instituição, que recebe pessoas de todo o Estado em tratamento de Câncer. Honorato também cobrou que a Prefeitura de São Luís libere as emendas parlamentares que foram destinadas ao Hospital. O vereador também chamou a atenção para o desespero das famílias que estão com pacientes em tratamento no local e que agora vivem a incerteza da continuidade deste tratamento.

“É preciso que o poder público veja com urgência esta situação. O Sistema de Pronto Atendimento (SPA) está parado. Falta medicamento para quimioterapia e cirurgias não estão sendo realizadas. Esta é uma situação desesperadora tanto para o paciente quanto para a família que o acompanha. Não podemos ficar de braços cruzados”, disse Honorato Fernandes.

O vereador também falou sobre emendas destinadas ao hospital por vereadores cujos pagamentos não foram realizados. Este foi o caso de uma emenda do próprio vereador no valor de R$ 100 mil destinados a iodoterapia e que nunca foi paga. A destinação da emenda foi no final do ano de 2018.

“É inaceitável que as emendas tenham sido destinadas e que até o momento não foram pagas. Isto é cruel. Gostaria que o prefeito fosse até o hospital e conversarem com estas mães que estão lá sem saber o futuro do tratamento dos seus filhos. A situação é urgente”, destacou Honorato Fernandes.

Fonte: Câmara Municipal de São Luís – MA

Comentários