Marcial Lima começa campanha em favor do Hospital Aldenora Bello

O vereador Marcial Lima (PRTB) começou uma campanha nas redes socais e nos meios de comunicação em favor do Hospital Aldenora Bello, da Fundação Antônio Dino, que anunciou a paralisação no atendimento emergencial de pacientes oncológicos por causa do risco de desabastecimento de oxigênio e medicamentos.

O anúncio da suspensão foi fixado na quarta-feira (02) na porta do hospital e o atendimento foi interrompido desde as 19h deste mesmo dia. O motivo foi dificuldades financeiras para manter o serviço.

A direção da unidade de saúde orientou que os pacientes se dirijam às Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s), Socorrões ou ao Pronto Atendimento Oncológico do Hospital Geral.

Segundo Marcial Lima, a situação da unidade de saúde coloca pacientes em situação grave.

“O Aldenora Bello pede socorro! Nós, enquanto população de São Luís, temos que fazer alguma coisa para que a situação não agrave ainda mais. A UPAs, socorrões e o Hospital Geral não têm estrutura necessária para atender esses pacientes. Por isso, estou mobilizando às redes sociais e os veículos de comunicação para juntos ajudarmos e tiramos o hospital dessa situação,” disse.

O Hospital do Câncer Aldenora Bello é pioneiro no tratamento do câncer no estado do Maranhão. Foi inaugurado em meados de 1958. Atualmente, o hospital conta com 4444,50m² de área construída. Possui 175 leitos de internação, divididos em enfermarias clínica, cirúrgica, pediatria, UTI e apartamentos. Possui serviços de radioterapia e braquiterapia. E sofre dificuldades financeiras para manter os serviços de pronto atendimento exclusivo para pacientes oncológicos.

Câmara Municipal de São Luís

Comentários