Wellington do Curso exige que Flávio Dino devolva mais de R$ 9 milhões desviados em compra de respiradores que não foram entregues

Nesta terça-feira (30), o deputado estadual Wellington do Curso se pronunciou na Assembleia Legislativa do Maranhão exigindo que o governador Flávio Dino ressarça o estado do Maranhão em relação aos valores utilizados na aquisição de respiradores superfaturados. De acordo com dados do Portal Transparência, no dia 06 de abril de 2020, o estado do Maranhão realizou uma primeira compra e fez o pagamento adiantado de aproximadamente R$ 4,9 milhões por 30 (trinta) respiradores que deveriam ser trazidos da China e com data prevista para entrega em 23 de abril, mas que nunca chegaram aos hospitais da rede estadual. Já no dia 04 de maio de 2020, o Governo do estado realizou uma segunda compra no valor de R$ 8.743.680 por 40 (quarenta) respiradores e efetuou o pagamento antecipado de 50% no valor de R$ 4.371.840,00. Até hoje, os respiradores não chegaram ao Maranhão.

Ao se pronunciar, Wellington afirmou que o ressarcimento aos cofres públicos seria o mínimo que o governador Flávio Dino deveria fazer.

“Até hoje, aguardamos um esclarecimento por parte do governador Flávio Dino. Se até o presente momento os respiradores não foram entregues ao estado do Maranhão, tem-se a conclusão óbvia de que todas as ações praticadas por Flávio Dino implicaram em danos ao patrimônio público. Em meio à pandemia, a necessidade de um equipamento que pode ser decisivo para salvar vidas está servindo de justificativa para que o governo de Flávio Dino gaste milhões de reais numa compra com um preço completamente fora da realidade. Flávio Dino realizou duas compras! Uma para 30 respiradores (R$ 164 mil cada aparelho) e a segunda para 40 respiradores (R$ 218 mil cada aparelho). O governador pagou ambas de forma adiantada e superfaturada, mas até hoje nada chegou. O mínimo que Flávio Dino pode fazer é ressarcir os cofres públicos”, disse Wellington.

Comentários